R.E.M. : Blue

Yellow circus left the stakes a broken ropes world’s useless mug
The ties that bind, ha ha
I can be bad poet
Street poet
Shit poet
Kind poet too

Subway
Almost 4AM
Halloween night
Had enough to drink to make my own party
All my fellow writers in half costume, half asleep
Half silly, gone to seed

I don’t mark my time with dates, holidays, faded wisdom, locked karma holders
Convenient

I am made by my times
I am a creation of now
Shaken with the cracks and crevices
I’m not giving up easy
I will not fold
I don’t have much
But what I have is gold

I saw your face…

I sing in platinum
I dress in brass
I eat in zinc
Let it pass

Compare a toast
I like that
I understand courage
I still roll with the shout of a character I was married to today
I try to see outside myself
I understand the eyes
Excuse all the highs
Sorry
I am sorry
Ha ha

I like you, love you, every coast of you.
I’ve seen your eddies and tides and hurricanes and cyclones.
Low ebb tide and high, full moon.
Up close and distant.
I read you.
Look, the sky, the sea, the ocean, the sun, the moon.
Blue, blue, blue, blue, blue, blue, blue blue, blue, blue, blue, blue.
Naked and blue.

Breathing with you. Touch. Change. Shift. Allow air. Window open. Drift. Drift away. Into now.

I want Whitman proud. Patti Lee proud. My brothers proud. My sisters proud. I want me. I want it all. I want sensational. Irresistible.

This is my time and I am thrilled to be alive.

Living. Blessed. I understand.

Azul
O circo amarelo deixou suas estacas para o retrato inútil de um mundo de cordas rompidas
Os laços que prendem, haha
Posso ser um poeta tosco
Poeta de rua
Poeta de merda
Poeta gentil também

Metrô
Quase quatro da manhã
Noite de Halloween
Bebi o bastante pra dar minha própria festa
Todos os meus colegas escritores com meias fantasias, meio adormecidos
Meio tolos, buscando evadir

Não marco meu tempo com datas, feriados, sabedoria gasta, guardiões de carma secreto
Convenientes

Sou feito pelos meus tempos
Sou uma criação do agora
Abalado por rachaduras e fendas
Eu não sou de desistir fácil
Eu não vou me render
Eu não tenho muito
Mas o que eu tenho é de ouro

Eu vi seu rosto…

Meu canto é platina
Minhas roupas são bronze
Minha comida é zinco
Deixo tudo passar

Compare um brinde
Eu gosto disso
Eu entendo a coragem
Eu ainda curto o grito de um personagem com quem me casei ainda hoje
Eu tento ver pra fora de mim
Eu entendo os olhos
Perdoe as alucinações
Desculpe
Lamento
Ha ha

Eu gosto de você, te amo, toda a tua costa.
Eu vi teus turbilhões e marés e furacões e ciclones.
Altas e baixas marés, lua cheia.
Aqui perto e lá longe.
Eu te leio.
Olhe, o céu, o mar, o oceano, o sol, a lua.
Azul, azul, azul, azul, azul, azul, azul, azul, azul, azul, azul.
Nu e azul.

Respirando com você. Toque. Mude. Deixe o ar. Janela aberta. Vagar. Pra longe. Pro agora.

Quero que Whitman se orgulhe. Que Patti Lee se orgulhe. Que meus irmãos se orgulhem. Que minhas irmãs se orgulhem. Eu quero a mim. Eu quero tudo. Quero sensacional. Irresistível.

Este é o meu momento e estou feliz por estar vivo.

Vivendo. Abençoado. Eu entendo.

Anúncios

Lana Del Rey : Ride

 

Eu amo a Lan Del Rey , e seu ultimo clipe Ride com certeza vai entra pra lista dos meus clipes preferidos dela , assim como seus outros clipes ,nesse ela também faz referencia a cultura americana !

“Eu estava no inverno da minha vida – e os homens que encontrei pelo caminho eram meu único verão. À noite eu dormia e tinha visões de mim mesma dançando, rindo e chorando com eles. Três anos consecutivos em uma infinita turnê mundial e minhas memórias deles foram as únicas coisas que me sustentaram, e meus únicos momentos felizes reais. Eu era uma cantora, não muito popular, que tinha o sonho de se tornar uma bela poetisa – mas uma série de eventos desafortunados destruiu esse sonho e o dividiu como um milhão de estrelas no céu noturno, para que eu fizesse pedidos a elas de novo e de novo – brilhantes e destruídas. Mas eu não me importei, porque sabia que ter tudo que você quer e depois perder isso tudo é saber o que a liberdade verdadeiramente é.
Quando as pessoas que eu conhecia descobriram o que eu fazia, como eu vivia – elas me perguntaram por quê. Mas não faz sentindo falar com pessoas que têm um lar, elas não têm ideia de como é procurar segurança em outras pessoas, procurar um lar onde você possa descansar a cabeça.
Sempre fui uma menina incomum, minha mãe me disse que eu tinha alma de camaleão. Nada de uma bússola moral apontando para o norte, nada de personalidade fixa. Apenas uma determinação interna que era tão grande e oscilante quanto o oceano. E se eu dissesse que não planejava as coisas desse jeito, estaria mentindo, porque eu nasci para ser a outra mulher. Eu não pertencia a ninguém – pertencia a todo mundo, não tinha nada – que queria tudo com o fogo de cada experiência e uma obsessão por liberdade que me assustava tanto a ponto de nem conseguir falar sobre isso – e me empurrou para um ponto nômade de loucura que tanto me deslumbrava quanto me deixava tonta.
Toda noite eu costumava rezar para achar pessoas como eu – e finalmente achei – na estrada. Não tínhamos nada a perder, nada a ganhar, nada que desejássemos mais – exceto transformar nossas vidas em uma obra de arte. Viva rápido. Morra jovem. Seja selvagem. E se divirta.
Eu acredito no que a América costumava ser. Eu acredito na pessoa que quero me tornar, acredito na liberdade da estrada. E meu lema é o mesmo de sempre – acredito na gentileza dos estranhos. E quando estou em guerra comigo mesma, eu ando por aí. Só ando por aí.
Quem é você? Você está em contato com todas as suas fantasias mais escuras? Você criou uma vida para você mesmo na qual é feliz para experienciá-las? Eu criei. Eu sou louca pra cac*te. Mas eu sou livre.”

Dica musical : Foster the People

Foster the People é uma banda de indie rock nascida em Los Angeles .Um cara chamado Mark Foster  que trabalhava como um escrito de jingles pra comerciais ,em 2009 montou a banda e depois escreveu a canção “Pumped Up Kicks”,que virou sucesso , em 2010 o grupo assinou com uma gravadora e em 2011 lançaram seu primeiro álbum “Torches” …

Seu estilo vai desde um pop dance até rock . A banda é formada por Mark Foster nos teclados, guitarras e vocais; Mark Pontius na bateria; e Cubbie Fink no baixo e vocal de apoio.

E ai curtiu ?

Dica Musical : Lana Del Rey

Lana Del Rey é uma cantora norte americana ,filha de um milionário ,nasceu em Nova York , seu nome artístico é junção do nome da atriz Lana Turner , e o carro Ford Del Rey, seu nome verdadeiro é Elizabeth Woolridge Grant , mais antes mesmo de se tornar famosa seu nome artístico era Lizzy Grant .

 

Seu estilo musical é um som meio cinemático e bem nostálgico ,que faz referencia a símbolos da cultura pop , principalmente dos anos 50 e 60 ….Suas influências vão desde Elvis Presley á Britney Spears .

Video Games seu primeiro single ,lançaado logo depois de Lana assinar um contrato com a gravadora Stranger ,isso acabou com que sua popularidade aumentasse .

Em janeiro deste ano Lana Del Rey lança seu primeiro album : Born  To Die ,que vazou na net uma semana antes do lançamento 😦

 

 

 

 

Como todo bom album que se preze , Born to Die recebeu critica boas e ruins : (O jornal The Guardian notou que o álbum tem um significado de tristeza, algo do tipo para “homens maus”. Comentou também que oito das doze faixas falam de homens maus, as outras só misturam bebidas e drogas, isso faz dela uma pessoas moral e aponta o perigo das pessoas se perderem na vida.)

No clipe de National Anthem Lana  Del Rey interpreta Marilyn Monroe e Jacqueline Onassis, enquanto o rapper US $ AP Rocky retrata o marido da última, o presidente John F. Kennedy, e na maior parte do tempo são mostrados momentos românticos, festivos, e íntimos, ao lado de amigos ou de seus três filhos pequenos, em reconstituições de vídeos caseiros da verdadeira Família Kennedy.

Lana Del Rey relançara o album Born To Die (Que foi um grande sucesso comercial ) ,com o nome de Born To Die – Paradise Edition, e vai ter  sete faixas inéditas.

 

Espero que Lana Del Rey supere todas as criticas e lance muitos álbuns ,e clipes , por que eu amo suas musicas e claro seus clipes super nostálgicos !

 

Mallu Magalhães : Velha e louca

Pode falar que eu não ligo,
Agora, amigo,
Eu tô em outra,
Eu tô ficando velha,
Eu tô ficando louca.

Pode avisar qu’eu não vou,
Oh oh oh…
Eu tô na estrada,
Eu nunca sei da hora,
Eu nunca sei de nada.

Nem vem tirar
Meu riso frouxo com algum conselho
Que hoje eu passei batom vermelho,
Eu tenho tido a alegria como dom
Em cada canto eu vejo o lado bom.

Pode falar qu’eu nem ligo,
Agora eu sigo
O meu nariz,
Respiro fundo e canto
Mesmo que um tanto rouca.

Pode falar, não importa
O que tenho de torta,
Eu tenho de feliz,
Eu vou cambaleando
De perna bamba e solta.

Nem vem tirar
Meu riso frouxo com algum conselho
Que hoje eu passei batom vermelho,
Eu tenho tido a alegria como dom
Em cada canto eu vejo o lado bom.

Nem vem tirar
Meu riso frouxo com algum conselho
Que hoje eu passei batom vermelho,
Eu tenho tido a alegria como dom
Em cada canto eu vejo o lado bom.

Dica Musical : Panic ! at the Disco

Panic ! At The Disco é uma banda formada em Las Vegas , seu estilo é uma mistura de Rock ,Punk ,Pop, Indie e Alternativo … com influências Teatrais !

No começo a banda fazia uns covers , eles tocavam na sala da casa da avó de Spencer e  tal , na verdade tudo começo com um hobby,até eles cansarem de fazer covers ,e logo  eles começaram a colocar umas musicas no MySpace , e ai um cara chamado  Pete Wentz,(baixista da banda Fall Out Boy), apresentou os caras a um selo de novos talentos , e ai as coisas começaram a ficar sérias !

Largaram os estudos e passaram a se dedicar a musica , a partir dai vieram discos , turnês …….desintendimentos entre os membros da banda o que por fim veio a saída de alguns membros , ficando assim Brendon Urie ( Vocais, guitarras, piano, violoncelo, violino  ), Spencer Smith ( Bateria, drum machine, percussão), e mais alguns membros que trabalham na turnê   e em estudio !

Sua canção mais famosa  “I Write Sins Not Tragedies” ,junto com o clipe recebeu vários prêmios inclusive de Melhor Video Clipe do Ano no VMA de 2006 .

“Nine In The Afternoon”

“The Ballad of Mona Lisa”

“New Perspective” é o único single que não entrou  em nenhum album da banda , ela faz parte da trilha sonora do filme ” Garota Infernal”!

 

E ai curtiu ?

 

Taylor Swift : Red

Dia 22 de outubro( no Brasil só no dia 25 😦 ) é o tão esperado dia para os fãs de Taylor Swift , é a chegada do novo álbum chamado ” Red “, mas  enquanto ele não chega Taylor lança a cada semana uma faixa nova , e esta semana ela lançou fotos promocionais do seu quarto álbum :

 

 

 

 

Dia 22 também será o lançamento da edição limitada de tênis que levará o nome ” Red ” , uma parceria entre Taylor Swift e a marca de calçados Keds (ela virou  a embaixadora da marca , com um contrato de 3 anos ),ela já admitiu ser apaixonada pelos tênis da marca : “Eu sou fã dos modelos Keds há anos. Me lembro de usá-los quando pequena, ao andar de bicicleta na fazenda. Quando fiquei mais velha, voltei a usá-los “…

 

É enquanto nem o CD e nem o tênis chega nas lojas,vamos fica com o clipe de ” We Are Never Ever Getting Back Together ” , o primeiro single lançado do album :